Arquivo da tag: viagem e turismo

Uma Viagem Pela Mística e Misteriosa Serra do Roncador

Localizada no Planalto Central, no estado do Mato Grosso, a Serra do Roncador é uma imensa cordilheira de aproximadamente 800 km da era plutônica que vai desde o Vale dos Sonhos, em Mato Grosso até a Serra do Cachimbo, no Pará.

O local é dotado de belezas cênicas, cachoeiras, grutas, lagoas, sítio arqueológico, mistérios e muitas lendas. O nome “Roncador” surgiu devido ao efeito do vento, que ao bater nos paredões da Serra produz um som que lembra muito uma pessoa roncando. Para chegar ao local o ponto de partida é o município de Barra do Garças (MT), que fica a 515 km da capital Cuiabá. Como início da aventura, aproveite para conhecer as cachoeiras da cidade.

Cachoeira Ilha do Coco
Cachoeira Ilha do Coco – Foto: João Gomes Junior

Uma outra parada interessante é o discoporto. Vai que você dá sorte e consegue uma carona ou uma abdução?!!

Discoporto em Barra do Garças
Discoporto em Barra do Garças. Foto: Adelano Lázaro

Saindo de Barra do Garças, siga o trajeto com destino ao Vale dos Sonhos, local que fica a cerca de 70 km de Barra do Garças e ponto central para conhecer as belezas e mistérios que rondam a Serra do Roncador. Chegando lá, procure pelo guia Maurinho, a pessoa mais experiente para te mostrar os atrativos da região. Mesmo que você tenha um espírito aventureiro e queira se embrenhar pela Serra sozinh@, não é recomendado fazer isso, pois se perder por aquelas bandas não é muito difícil devido a três motivos básicos: não há sinalização nos atrativos, o que praticamente te obriga a estar acompanhado de um guia, não há sinal de celular para utilizar um gps ou efetuar ligação para pedir ajuda, e o bioma Cerrado naquela região é caracterizado por ser bem fechado e denso. Eu tenho muita experiência no Cerrado, meu bioma-casa, e posso garantir que o Cerrado da região da Serra do Roncador é bem distinto do Cerrado de outras partes do Centro-Oeste. Uma explicação plausível seja a proximidade com a Amazônia. Ou seja, não se arrisque, contrate um guia e se aventure com segurança.

Serra do Roncador
Pedra do Guardião – Um ícone da Serra do Roncador

Um outro ponto importante para ressaltar é que no Vale dos Sonhos não há uma infraestrutura turística, então não espere conforto e facilidades, pois você não irá encontrar lá. O máximo que irá encontrar são os chalés e uma área para camping na propriedade do guia Maurinho, além da cozinha compartilhada e um mercado local. Só. Vá preparado para evitar perrengues. Caso o seu objetivo seja apenas conhecer a Serra, mas não deixar o conforto e a praticidade da cidade de lado, então o melhor é ficar hospedado em Barra do Garças. No entanto, ficando na cidade ao invés do Vale dos Sonhos você perde a oportunidade de vivenciar uma “experiência roncadora” mais autêntica, ao dormir aos pés da Pedra do Guardião, símbolo da Serra do Roncador, apreciar o céu estrelado, a fauna e a flora da região, além das vivências incríveis com o guia Maurinho.

Serra do Roncador

Lendas e Misticismo

A região é rica em lendas e mistérios que encantam e atraem muitas pessoas. Para começar, a região fica no mesmo paralelo de Machu Pichu, mas o grande chamariz místico da região veio do desbravador inglês Percy H. Fawcett que deu fama ao local, já que na sua aventura pela região em busca da cidade perdida de Eldorado, acabou sumindo misteriosamente e nunca mais voltou para sua terra. A partir daí muitas estórias surgiram para tentar contar o que pôde ter acontecido. Enquanto algumas pessoas mais céticas dizem que o inglês foi morto pelos índios Xingus, outros dizem que ele encontrou a cidade perdida através de um portal que se abre em algumas ocasiões.

Serra do Roncador

Para os místicos, o portal do qual o desbravador teria passado existe de fato. O que se sabe de verdade é que existe uma lagoa no meio da Serra do Roncador com um tom azul escuro e que não tem peixes. A lagoa é considerada sagrada pelos índios Xavantes e tem um aspecto simbólico para a cultura do povo. Na crença esotérica, deve-se mergulhar na lagoa para ter acesso à Atlântida.

Serra do Roncador

Seja por uma vivência mística ou um contato mais íntimo com o Brasil Central pouquíssimo desbravado, a experiência na Serra do Roncador é uma daquelas raras experiências autênticas que você vai ter no Brasil. Como o turismo de massa ainda não chegou na região (ainda bem), e há uma incipiente infraestrutura turística, é mais do que certo que sua passagem pelo local será única. E caso tenha tempo disponível, não deixe de conhecer os atrativos da vizinha Nova Xavantina.

Serra do Roncador

 

O Rio de Janeiro Por Uma Outra Percepção

Viagem realizada em setembro de 2016, no período pós-olimpíadas. A cidade não estava tão cheia quanto no período dos jogos olímpicos, o que permitiu explorar a capital fluminense mais tranquilamente sem aquele fuá turístico. Apesar dos problemas estruturais que a cidade vem enfrentando, continua tão linda quanto antes, mostrando que o termo “cidade maravilhosa” não é apenas um marketing e sim uma realidade da cidade, pois o visitante deixa o lugar exatamente com essa impressão de cidade maravilhosa. Conheça um pouco do Rio a partir da minha percepção alterada com  registros dos bairros de Santa Teresa, Lapa e Zona Sul da cidade.

Escadarias Selarón

Vista de Santa Tereza

Vista do Cristo do Redentor com o autódromo ao fundo.

Arcos da Lapa

Praia de Ipanema

Pichações em um prédio no bairro de Santa Tereza.

Copacabana

Praia de Ipanema

Intervenção urbana no centro do Rio.

Parque do Laje

Museu do Amanhã

Vista do Centro do Rio, com a Catedral ao fundo.

Baía de Guanabara

Teatro Municipal do Rio

Cristo Redentor

Viaje no céu noturno da Chapada dos Veadeiros em 360º

Marcio Cabral é um premiado fotógrafo brasileiro especialista em fotografias de paisagem, onde registra as incríveis imagens da Terra através das suas lentes. Dentre as paisagens clicadas, Marcio se aventurou  nas trilhas noturnas da Chapada dos Veadeiros para registrar imagens surreais do céu noturno e da paisagem chapadense. Quem conhece a Chapada sabe que o trabalho do fotógrafo é tão real quanto ver o céu ao vivo, e caso você ainda não conheça agora tem mais um motivo para conhecer a região.

A Chapada e o Chuveirinho do Cerrado

O rastro de estrelas visto na Cachoeira São Bento

Capim cerratense

Você encontra mais fotografias incríveis como essas clicando aqui.