Música

PSICODELIA E SIGNOS – O Som Cósmico do Zodiac

O álbum The Cosmic Sounds traz guitarras, percussão e sintetizadores numa pegada experimental entre psicodelia e signos do zodíaco

The Zodiac não é bem uma banda. O único álbum lançado pelo projeto foi lançado em 1967, ano considerado o auge da psicodelia. O álbum-conceito foi criado em cima do tema sobre os signos do Zodíaco do qual  traz 12 faixas representando cada um dos signos. As músicas foram escritas por Mort Garson com narração de Cyrus Faryar.

A guitarra lisérgica típica da época das principais bandas de Los Angeles se uniu a instrumentos de percussão, sintetizadores e a voz firme e estonteante do narrador. Tudo isso reunido foi capaz de formar a proposta do projeto: Um som cósmico que dá ao ouvinte a sensação de flutuar (e refletir) em cada faixa tocada.

Vale notar que na época os sintetizadores ainda estavam engatinhando, e o álbum é repleto de efeitos eletrônicos considerados avançados para época. Uma pérola da música eletrônica-rock subestimada e ainda desconhecida.

Não é necessário acreditar ou gostar de signos para curtir o disco Cosmic Sounds. A vibe do som cósmico já é suficiente.

Faixas do disco:

  1. "Aries - The Fire-Fighter" – 3:17
  2. "Taurus - The Voluptuary" – 3:38
  3. "Gemini - The Cool Eye" – 2:50
  4. "Cancer - The Moon Child" – 3:27
  5. "Leo - The Lord of Lights" – 2:30
  6. "Virgo - The Perpetual Perfectionist" – 3:05
  7. "Libra - The Flower Child" – 3:28
  8. "Scorpio - The Passionate Hero" – 2:51
  9. "Sagittarius - The Versatile Daredevil" – 2:06
  10. "Capricorn - The Uncapricious Climber" – 3:30
  11. "Aquarius - The Lover of Life" – 3:45
  12. "Pisces - The Peace Piper" – 3:19

O álbum traz uma sugestão na contracapa no mínimo interessante: Ouví-lo no escuro. Vale a pena seguir a sugestão. Aprecie 🙂

Compartilhe com o Universo
  • 33
    Shares
Tags
Close
Close