Consciência

A Arte de Observar Sem Avaliar

O que for que vier à mente, deixe vir. Nossos pensamentos e emoções são apenas convidados, receba-os com cordialidade.

Quando um pensamento desagradável vem à mente é natural reagirmos com aversão, mas o mais sábio é desenvolvermos a habilidade de encarar os pensamentos – sejam eles negativos ou positivos – como nossos professores.

Acredite, tudo que se passa na nossa mente não tem nenhum propósito além de nos dar uma lição. A grande lição, sem dúvida, é apenas deixá-los ir e vir sem avaliação, julgamentos, resistência ou qualquer tipo de análise.

A chave (e também o maior desafio) é apenas observar como uma testemunha silenciosa que observa o observado. Quando você só observa,  aceita o momento presente como parte da sua experiência, e não encara os seus pensamentos como inimigos que precisam ser eliminados.

Não tente se colocar numa situação diferente daquela que está vivendo no momento, apenas aceite a realidade com a mente atenta e consciente do que se passa no aqui e agora. Somente observar parece ser torturante no começo, afinal, o padrão habitual da mente sempre esteve analisando e reagindo a tudo que entrou no campo sensorial da consciência.

A mente sentirá medo de deixar o conforto do que é familiar, mas à medida que paramos de lutar com o que se passa na mente, então começamos a nos sentir bem na nossa própria casa-mente. A partir daí o processo de paz interior começa a engatinhar rumo à libertação total das agarras do ego.

Buddha em Meditação

A prática da meditação é uma ferramenta útil e importante para desenvolver a habilidade de observar sem analisar. Conforme for seguindo na trilha meditativa, verás que durante os altos e baixos da vida manterá a serenidade da mente, pois agora procura não reagir, pelo contrário, apenas observa de forma objetiva e consciente, seja o que for.

Problemas e vicissitudes da vida são inevitáveis, mas lembre-se: o problema tem solução? Para quê se preocupar?! O problema não tem solução? Para quê se preocupar?! No fim, não há necessidade de gerar preocupação. Às vezes o problema no fundo nem é um problema de verdade, mas a mente tende a aumentar e a exagerar naquilo que poderia ser ignorado ou minimizado.

Causamos tensões desnecessárias que poderiam ser evitadas com a simples observação, pois os objetos que passam pela nossa mente são simplesmente objetos sem significado, do qual a mente tende a dar importância e sentido, julgando-os ou criando expectativas em como eles deveriam ser.

A consciência cura. Quando você está atento e alerta a tudo o que se passa na mente, é capaz de usar os seus pensamentos negativos e positivos como caminhos  para a cura dos seus condicionamentos internos. Aprenda a deixar ir e vir tudo o que se passa na sua mente. Receba de braços abertos todo e qualquer pensamento e emoção que aparecer no momento.

Não crie avidez ou aversão pelos sentimentos, emoções e pensamentos. Não vale escolher qual você prefere sentir, afinal, se apareceu na sua mente, é porque você precisa aprender a lidar para seguir a vida. Não importa se o pensamento é bom ou ruim, todos são bem-vindos, todos estão ali para nos ensinar algo. Apenas observe sem pensar nada a respeito e sentirás uma tremenda paz conforme for seguindo a prática. Confie e relaxe.

 

Compartilhe com o Universo
  • 215
    Shares
Etiquetas
Fechar
Fechar